Carta a Tibério

Número

pt.023

Título

Carta a Tibério

Carta al Emperador Tiberio

Fonte latina original

Epistola ad Tiberium Caesarem

Epistola missa Thiberio a Pontio Pilato (lt.023)

Localização textual

Texto inserido entre os fólios 82 (desaparecido) e 83v da obra “Ho flos sanctõ[rum] em lingoaje[m] p[or]tugue[s]” (ou Legenda Aurea)

Língua(s)

Português antigo.

Tradutor

Não se conhece.

Contextualização da tradução

 

Carta apócrifa atribuída a Pôncio Pilatos e dirigida ao imperador romano Tibério, versando a morte e ressurreição de Cristo, que foi inserida no manuscrito que traduz a Legenda Aurea de Jacobus de Voragine.

Data

1493 a quo ?

Local

Desconhecido.

Alterações de estrutura/conteúdo

Não se conhecem.

Interferências textuais

Não se conhecem.

Lista de testemunhos manuscritos

Não se conhecem.

Lista de Edições antigas

O texto encontra-se em várias obras:

a) na obra guardada em Lisboa, na Biblioteca Nacional de Portugal (Lisboa), sob o número Res. 157 A (Olim A. 5-24-H | Olim A. 239);

b) na obra guardada em Vila Viçosa, na Biblioteca da Casa de Bragança (nº 36)

c) na obra guardada em Lisboa, no Museu Nacional de Arqueologia do Dr. Leite de Vasconcelos, com o número Ms/COD/51 (Olim Ms/COD/34).

d) na obra guardada no Porto, na Biblioteca Pública Municipal (nº M-FA-37; Olim Aze. 37; Olim 505 ter)

Enquadramento dos testemunhos

 

a) Obra editada em Lisboa por Hermann von Kempen, em 1513, sob o título “Ho flos sctõr̃ em | lingoajẽ p̃tugues | Com graça & preuilegio del.Rey nosso senhor.”  A obra é em papel e possui 276 fólios (263 x 200 mm) escritos a duas colunas em carateres góticos e está incompleta. O incunábulo encontra-se disponível em http://purl.pt/12097 .

b) Obra editada em Lisboa por Joannes Petri de Bonominis de Cremona, em 1513, sob o título “Este he o liuro e legẽda que fala de todolos | feytos e payxoões dos sãtos martires. em | lingoagem portugues.” A obra é em papel e possui 256 fólios escritos a duas colunas em carateres góticos.

c) Texto copiado na segunda metade do século XVII. Consta de uma obra intitulada “Obras varias”, em papel, com 168 fólios (195 x 140 mm) escrita em cursiva.

d) Texto copiado na segunda metade do século XVII ou primeira metade do século seguinte. Consta de uma obra intitulada “Papeis varios”, em papel, com 257 fólios (198 x 146 mm).

Outros dados

a)    O texto encontra-se no fólio f. A10r.

b)     O texto encontra-se entre os fólios B6v e B7r.

c)      O texto encontra-se no fólio 62r-v.

d)     O texto encontra-se entre os fólios 200r-201r.

Edições

Não se conhecem.

Estudos

Bases de dados online:

Philobiblon – Bitagap: Texid 5934; Manid 1021, 1028, 3713, 4405; Cnum 8855, 8946, 21004, 32412.

http://purl.pt/12097

 

Referências bibliográficas:

Martín Abad, Julián (2001), Post-Incunables Ibéricos. Madrid, Ollero y Ramos, 336-337 , n. 931.

Rodrigues, António Augusto Gonçalves (1992), A Tradução em Portugal. Tentativa de resenha cronológica das traduções impressas em língua portuguesa excluindo o Brasil de 1495 a 1950. Volume Primeiro 1495-1834. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 45 , n. 15.

Speyer, W. (1978), “Neue Pilatus-Apokryphen”, Vigiliae Christianae 32, 53-59.

Werner, D. (1973), Pylatus. Untersuchungen zur metrischen Pilatuslegende und kritische Textausgabe. Rattingen: A. Henn.

Wilkinson, A. S. (2010), Iberian Books: Books Published in Spanish or Portuguese or on the Iberian Peninsula before 1601 | Libros Ibéricos: Libros publicados en español o portugués o en la Península Ibérica antes de 1601. Leiden - Boston: Brill, 356 , n. 8979.

 

Comments